VIDA SEXUAL NA MULHER IDOSA – Por Luiz Freitag – Dr. (*)

Imprimir
Categoria: Dicas e Fatos

“Se não foste feliz quando jovem, certamente agora na velhice terás todo o tempo para o ser”.

Simone de Beauvoir (1908-1986)- filósofa e escritora francesa.

 

Pessoas na faixa de 60 a 70 anos, principalmente mulheres, ainda demonstram receio quanto a fazer sexo, porque aprenderam, quando jovens, que o desejo sexual acaba com a chegada da velhice, tornando-as assexuadas.

De fato, com o passar dos anos diminui a prática do sexo. Isto não quer dizer que homens e mulheres não tenham mais desejo sexual, quando a saúde é normal. Essa situação decorre, particularmente, quando a mulher fica viúva ou separada. O homem também sofre com a viuvez, mas para ele é mais fácil lidar com essa questão sexual.

Para a mulher, essa condição de vida na terceira idade pode significar maior liberdade sexual, sem o risco de gravidez indesejada. Quanto aos homens, não se coloca essa dificuldade, pois mesmo após os setenta anos podem ser pais, porque a formação de espermatozoides não acaba, apenas diminui. O que preocupa mais os homens é a perda parcial de potência, muitas vezes ocasionada pela presença de diabetes ou hipertensão arterial não tratada.

A pesquisadora, Iris Krasnow, professora de Jornalismo e Estudos Femininos na American University em Washington, publicou recentemente um livro, expondo sobre as mudanças na vida sexual da mulher. A autora entrevistou 150 mulheres, entre 20 e 90 anos, após menopausa e viuvez com mais idade, abordando aspectos da atividade sexual nas várias fases da vida. As mulheres pertenciam a várias classes sociais, religiões, culturas e raças diferentes.

A jornalista observou que quanto mais idosas, elas se tornavam mais aventureiras e confiantes na prática do sexo até com homens mais jovens. Minha opinião como médico geriatra, é que pode existir o perigo de ter confiança demasiada no parceiro. Se ele esconder que está com AIDS, por exemplo, pode transmitir a doença. As mulheres mais suscetíveis que ficaram viúvas por muitos anos são aquelas sujeitas a um “aproveitador”.

É uma pesquisa ainda não muito representativa, pelo pequeno número de casos estudados, porém pode ser a expressão de um momento atual.

Os cuidados em manter a saúde são fatores importantes, mas a necessidade de ter um companheiro que a ame é uma condição essencial para a mulher.

Não será o mesmo amor de juventude, mas sim um amor de compreensão e afinidade.

O SEXO NA TERCEIRA IDADE NÃO É SÓ AQUELE MOMENTO DE ÊXTASE, MAS IMPLICA AFETO E COMPANHEIRISMO.

(*) LUIZ FREITAG – Dr. - Médico geriatra, autor do livro “Como transformar a terceira idade na melhor idade” Ed. Alaúde. SP - Membro titular da Academia de Medicina de São Paulo- O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Contato

Nívio Terra - Advogado de Negócios e Consultor Pessoal
nivio@PortaldoSocioedaSociedade.com.br
nivio@terracpe.com.br

Credite a fonte

O CONTEÚDO DO PORTAL DESPERTOU INTERESSE, COPIE, MAS CREDITE A FONTE. SUA ÉTICA SERÁ O FISCAL DESTE PEDIDO.
Copyright 2011 VIDA SEXUAL NA MULHER IDOSA – Por Luiz Freitag – Dr. (*) - Joomla