A FORÇA DO SERVIR NO PALCO DA VIDA – Nelson Weingrill

Imprimir
Categoria: Dicas e Fatos

                                           

Paul Harris, fundador do Rotary, disse certa vez: “A paz no mundo poderia ser alcançada se nos inspirássemos nos princípios de amizade e tolerância e tomássemos medidas pragmáticas”.

 

O liame do relacionamento se inicia na palavra e com ela devemos pautar nossas atitudes.

 

A palavra fere, machuca, dói. Dita no calor aquecido por mágoas ou ira, penetra como flecha envenenada; obscurece a vista e instaura solidão.

 

Bem usada a palavra salva: uma expressão de carinho, alegria, acolhimento ou amor é como brisa suave que ativa nossas melhores energias, aproxima as pessoas, estreita amizades.

 

Essa força reanimadora da palavra é tão miraculosa que muitas vezes a tememos por isso.

 

Alguns, orgulhosos, sonegam afeto; outros, avarentos, engolem a expressão de ternura que traria luz; outros ainda, mesquinhos, calam o júbilo, como se despertar alegria merecesse um alto preço que a outra pessoa não pode pagar.

 

A ausência de entendimento, de compreensão, a má distribuição da renda, a ausência de formação escolar, o desemprego, a falta de moradia, a fome, formam a base da violência que provoca a ausência da paz em muitas comunidades.

 

Crimes violentos chocam sociedades em quase todo país. Conflitos étnicos e religiosos alcançam proporções gigantescas, confirmando, pela falta de diálogo, nossa incapacidade para a resolução dos conflitos.

 

Cada um de nós é chamado a representar um papel no palco da vida.

 

Tenha a consciência de que ninguém é mais importante do que você.

 

Essa afirmação coloca em suas mãos uma responsabilidade imensa: o transcorrer de sua vida e a maneira como emprega o tempo tem que merecer especial significação.

 

Cada um de nós tem uma obra a fazer e existe um serviço destinado unicamente a você. Ninguém mais poderá efetuá-lo e se você não se erguer à altura desse desafio, o serviço ficará para sempre por ser feito; outra pessoa não preencherá o lugar que lhe foi designado.

 

Na vida comunitária não pode existir a expressão “não importa”. Embora possa parecer insignificante, a obrigação ou encargo que lhe foi confiado grande resultado trará seu desempenho para o bem do próximo. Você também faz parte dessa interdependência imposta pela vida na comunidade.

 

Ilustrando lembro uma pequena história:

Numa aldeia vinícola se preparava uma grande festa.

Os organizadores solicitaram a todos os aldeões que trouxessem uma   

garrafa de seu melhor vinho e o despejassem num grande barril, já

preparado para a festa.

Todos concordaram com a idéia.

Um aldeão pensou consigo mesmo: “Quem irá saber se eu irei colocar

água ou vinho no barril? Se eu encher a garrafa de água e despejar   

ali, o vinho ficará tão pouco diluído que ninguém notará a diferença”.

E assim procedeu.

Chegou o momento da grande festa e, ao abrir-se a torneira do barril,

para surpresa de todos, pura água começou a jorrar. Infelizmente

todos, na aldeia, haviam raciocinado da mesma maneira: o meu

pouquinho não fará falta.

 

E como fez...

 

Você deve evitar que no meio em que vive ocorra história semelhante.

 

Não esconda seu rosto julgando-se inútil. Ajude a carregar para o barril da comunidade as suas garrafas cheias de serviço, para que todos possam se beneficiar. Junte-se ao todo e coopere com todas as suas forças para o seu desenvolvimento.

 

Procure descobrir a melhor maneira de desempenhar o seu dever na vida e desfrute da alegria de servir.

 

Cumprindo nossos papéis permitiremos que a humanidade entre num ciclo de civilização e desfrute do bem estar coletivo:

 

       DAS TORNEIRAS DA VIDA VEREMOS JORRAR

                            PAZ, AMOR E COMPREENSÃO.

 

Nelson Weingrill

1/10/2012

Contato

Nívio Terra - Advogado de Negócios e Consultor Pessoal
nivio@PortaldoSocioedaSociedade.com.br
nivio@terracpe.com.br

Credite a fonte

O CONTEÚDO DO PORTAL DESPERTOU INTERESSE, COPIE, MAS CREDITE A FONTE. SUA ÉTICA SERÁ O FISCAL DESTE PEDIDO.
Copyright 2011 A FORÇA DO SERVIR NO PALCO DA VIDA – Nelson Weingrill - Joomla