EMPREENDEDORISMO - Receita de Pipoca.

Imprimir
Categoria: Dicas e Fatos

EMPREENDEDORISMO -  Receita de Pipoca.

 

De muitas formas se pode demonstrar o espírito empreendedor, ou seja, inovador. As coisas mais simples podem se tornar a base de uma ação empreendedora para lançamento de produto ou serviço no mercado.

Eis aqui um exemplo.

Ensinando empreendedorismo a um grupo de jovens, explicamos que tudo se pode fazer/refazer com criatividade.

Ora, o que há de mais comum do que  PIPOCA?

E, todos sabem como fazê-la!  Basta uma panela, um pouco de óleo de cozinha e o milho especial a ser fritado, sal a final.

Um mexe-mexe para ir separando o milho, esse ente masculino sem graça, da pipoca, esse ente feminino de tamanha formosura,  nunca uma igual à outra!

Então, fomos criando uma nova RECEITA DE PIPOCA  que se transformou, no mínimo, em  instigante novidade.

Mas, sempre o MAS, o tal espírito EMPREENDEDOR teria se complementado?

Não, claro que não, pois faltou um dos fundamentos principais, ou seja, a INTRODUÇÃO DO PRODUTO  NO MERCADO, para o seu julgamento e aceitação pelo público , visando a obtenção do sucesso empresarial.

Não obstante, é apresentada a Receita, VAI QUE ALGUÉM RESOLVA DESENVOLVÊ-LA, a quem desejamos feliz Empreitada.

 

oooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo

 

     

Receita da

          PIP - POCAS ® ™ - FONTE DO AMOR



   
PIP - POCAS ® ™ - FONTE DO AMOR

By  N.Terra

 

     Somente PIP-POCAS ® ™ - FONTE DO AMOR tem esta receita:

Insumos:

- Milho americano - USA - armazenado no congelador;

- Panela de alumínio grosso, com manivela;

- Óleo brasileiro; pode ser o de soja cultivada no nosso solo pátrio;

- Azeite estrangeiro;

- Sal brasileiro retirado das majestosas ondas do mar, que adornam nossas ardentes

      praias, empós enclausuradas nas nordestinas salinas para a sua metamorfose em

      branco pó deleitável às pupilas gustativas;

- Fogo forte, tal qual o ardor de namorados em pecado;

- Pipoqueiro com arte e bom gosto;

- Médico;

- Aconchegante ambiente na penumbra, um macio sofá, uma TV de qualidade com o

      conveniente CR (*);

- Um casal, segundo preferências pessoais.

Método:

- Destampe a panela, que precisa estar limpa.

  Obs.: por favor, se tiver sido usada, anteriormente, limpe-a; a PIP-POCAS ® ™ - FONTE DO

        AMOR, exige asseio.

- Pegue o milho do congelador.

  Obs.: se não tiver sido molhado, não fica grudado; se isto tiver ocorrido,  por evidente erro,

        deixe os grãos bem soltos.

            - Coloque o milho na panela, ocupando somente um único piso; não sobreponha um

                    grão ao outro; é necessário que a base da panela apresente, ainda, alguns espaços

                    livres. Lembre-se: os grãos irão desabrochando, tornando-se lindas flores e estas,

                    como as mulheres,  precisam de espaço.

- Cubra os grãos com o óleo brasileiro.

- Espalhe o azeite estrangeiro, fazendo círculos sobre o óleo brasileiro: três, quatro ou

      cinco, dependendo do seu grau de pureza.

- Coloque o sal a gosto, ou, melhor, respeitando a orientação do Médico, no que diz

      respeito à sua pressão sanguínea.

- Pelo braço da panela, levante-a e faça suaves movimentos para que o óleo brasileiro e o

      azeite estrangeiro se juntem ao sal, numa gostosa simbiose, qual amantes

      apaixonados.

- Ligue o fogo, utilizando o bocal que oferece a chama mais forte.

- Movimentando a manivela apropriada daquele aconchegante ambiente de cocção de

      alimentos, participe da transformação do gélido e másculo grão em delicada e

      feminina flor.

Pronto:

Agora é só aguardar; aqueles corpos sem forma definida,

             - quem sabe, sementes de um futuro amor, frente a um sedutor filme - ,

à medida que se esquentam, se transfiguram, cada qual desejando se tornar os mais belos entre os belos. Antes, simples grãos, agora, como

                            PIP-POCAS ® ™ - FONTE DO AMOR,

pela incontida mudança física, vivem o esplendor da graça e da forma, nunca iguais entre si. Aguardam, com majestade, serem saboreadas por sedutoras bocas, antes tocadas por mãos carinhosas, algumas vezes, entrelaçadas...

----------------------------------------  

(*) CR = controle remoto.    The end. -  Setembro/2003            -

 Transcreva, mas cite a fonte.

 

Contato

Nívio Terra - Advogado de Negócios e Consultor Pessoal
nivio@PortaldoSocioedaSociedade.com.br
nivio@terracpe.com.br

Credite a fonte

O CONTEÚDO DO PORTAL DESPERTOU INTERESSE, COPIE, MAS CREDITE A FONTE. SUA ÉTICA SERÁ O FISCAL DESTE PEDIDO.
Copyright 2011 EMPREENDEDORISMO - Receita de Pipoca. - Joomla